5

"O homem idealizado não é um homem é apenas um sonho bom ou um terrível pesadelo..."

1) Tenho uma queda pelas fraquezas do mundo, um amor que às vezes sequer cabe dentro de mim, mas confesso: do ser em sua individualidade, sinto receios.

2) Odeio quando meus amigos me chamam de ingênuo. Pior, um que me conhece há pouco chamou-me cínico. Doeu.

3) Pensamentos estranhos fazem carnaval na minha mente. Sinto-me esquisito. Aliviado: necessidade enorme possuo de confiar nas pessoas, mas não sabe elas que sou um poço de desconfiaça. Até um dia desses, perguntei se tenho realmente amigos? Depois, pensei: Acaso alguma vez fui integralmente amigo deles?!! Será que fui honesto esse tempo todo?! E eles?! Sei lá... Tuuudooo compliiicaaaadooo demais!

4) Tenho medo das ficadas de uma noite só, de transas apenas por prazer em detrimento de conteúdo, de namorar, de me relacionar... Dificil de acreditar, né?! É que só quero um Amor, daqueles que não encontramos nos braços de gente qualquer. O pior: descobri o sentido da frase "para tão longo amor, tão curta a vida" (Camões). Tenho-a repetido quase que mecanicamente.

5) Entretanto, dou selinhos ou beijos em amigas, e não sinto nada além de um fortalecimento da Amizade. Mas, me perguntaram: "E a outra parte?!" E eu sei?! Sei não. É uma pena que as pessoas tenham mais medo dos outros que da própria consciência...

7) Eu sorrio mesmo quando estou triste! Ninguém leva meu desespero a sério! Flávia e eu sabemos o quanto gastei de forma irresponsável nos últimos meses.

8) Tenho sido tão invisível... intocável... imprevisível... frio: moralista. Quem culpar?!

9) Amor-próprio é egoísmo?! Vaidade?! Sempre achei que não...

10) Emoções desvairadas. Curiosidade. Súplicas. Um segundo momento. E eu: sem entender porra nenhuma!


-------------
P.s: Images from GettyImages.com

5 comentários:

jornadadaformada disse...

lindo .. só vc tem o poder de ser assim tão inteligentemente louco !
amo demais

Jarson Brenner disse...

voce como eu estamos passando por uma crise existencial em que criticamos o que acreditamos e o que fazemos e dai nascerao novas pessoas...

boa jornada Valfredo

=]

Esyath disse...

Acredito que não existe resposta correta pra tudo na vida... ninguém pode se resumir a uma mísera regra... todos temos nossos estereotipos... você... eu... talvez sejamos um deles ou não... quem poderia saber!? Mas de uma coisa... hoje eu sei... você, assim como eu, tem seu próprio inferninho particular... assim como as vezes eles podem se transformar em oásis...
E eu também... sou um poço de desconfiança... rs.

Beijos (Des)conexos!;)

Caixinha de Leite disse...

Gostei do Blog mateus, li sem ver o tempo passar...

Inte mais...

Vittoria disse...

Amigo, existem amizades que são as mesmas mesmo depois de léguas sem se ver. A minha contigo é assim. Por isso e por outros ,relaxe. Somos jovens, e temos muito a escrever. Marque somente com amor aos teus amigos, e quando chegar a velhice, vai perceber que os tem, como você terá a eles. Beijinhos borboletados. Iris.